A conta de luz vai ficar mais cara! Não espere mais para investir em energia solar




A falta de chuvas no país gerou uma crise hídrica como não se via há décadas. O impacto disso será sentido no bolso dos consumidores, que terão de pagar uma conta de luz mais cara no próximo mês.


A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) decretou a bandeira tarifária vermelha patamar 2 (a mais cara) para as contas de energia elétrica referentes ao mês de junho. A medida vale para todo o país. Na prática, a cada 100 kWh consumidos, serão cobrados R$ 6,243 a mais na conta de luz.


Embora a Aneel tenha decretado a bandeira para o mês de junho, especialistas do setor estimam que o cenário não deve melhorar até o final do ano. Isso porque o inverno é tradicionalmente mais seco na maior parte do Brasil e o nível dos reservatórios das usinas hidrelétricas não deve subir tão cedo.


Quem pode ficar mais tranquilo neste momento é o consumidor que utiliza energia solar, já que o custo com a concessionária é apenas o da "taxa mínima". Aliás, já falamos sobre este pagamento aqui.


Agora você já parou para pensar em como a nova bandeira tarifária pode impactar o orçamento da sua empresa ou da sua família? Não espere mais e invista em energia solar fotovoltaica. O principal benefício - economia na conta de luz - já é percebido no primeiro mês de funcionamento do sistema.