Aumento na conta de energia: fuja dessa realidade e economize até 90% com energia solar


Dezembro chegou para fechar 2020 com chave de ouro. Se não bastassem os acontecimentos do ano, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) divulgou que a bandeira vermelha, que regulamenta a taxa de cobrança na conta de energia, passará para o patamar 2 neste mês, cobrando mais dos usuários por cada quilowatts/hora (kWh) consumidos.

Um dos motivos que levou a adoção da medida pela Aneel está atrelado ao baixo nível dos reservatórios das usinas hidrelétricas e a significativa retomada no consumo de energia. A realidade só reforça o quanto é necessário diversificarmos as energias renováveis para que atendam de forma sustentável toda a sociedade.

Um ótimo exemplo para entrar no planejamento de 2021 e evitar ser surpreendido pelas medidas adotadas pela Aneel é a instalação de um sistema fotovoltaico. Com ele, fica mais fácil utilizar aparelhos de ar-condicionado, refrigeradores e outros utensílios indispensáveis para períodos de calor intenso.

Isso é possível porque os painéis solares captam a luz e a transformam em energia elétrica. Essa energia é enviada para inversores, dentro do sistema, que convertem a corrente para a frequência da rede elétrica local, possível de utilização na rede convencional.

Eficácia comprovada

Para suprir qualquer dúvida e comprovar o quanto a economia dos painéis fotovoltaicos são eficientes, separamos a conta de energia de um cliente da Proinst. Os números são claros e efetivam a eficácia do investimento a longo prazo.

Na empresa, o consumo da rede foi de 516 kWh entre 17/12/2019 e 17/01/2020. A geração de energia nesse período foi de 851,54 kWh.

No histórico da companhia de energia foi informado que a quantidade gerada foi de 530 kWh no período. A diferença foi consumida durante a própria geração:

851,54 (gerados no inversor) – 530,00 (enviados para a companhia) = 321,54 kWh consumidos do inversor, sem utilização da energia da rede.

Então o consumo foi de 321,54 kWh + 516 kWh = 837,54 kWh entre os dias 17/12 e 17/01. Levando em consideração taxas e impostos cobrados, a conta que custaria cerca de R$587,88, foi emitida no valor de R$105,44.

Bom para a economia da sua família e bom para a sustentabilidade do planeta. Se você ainda tiver dúvidas e deseja conhecer mais sobre nossas soluções, contate nossa equipe de especialistas e saiba mais sobre essa oportunidade de investimento.