Dicas para escolher as lâmpadas e economizar na conta de luz



Alguns eletroeletrônicos consomem muita energia e é preciso utilizá-los com cautela para não levar um susto com a conta de luz. Mas as lâmpadas e luminárias também podem pesar na fatura e acabam passando quase despercebidas quando o assunto é economizar.


Qual lampada escolher

Existem diversos tipos de lâmpadas e, além de gerar uma iluminação diferente, também consomem mais ou menos energia. Antes de escolher qual modelo comprar, confira a embalagem e verifique a classe de consumo no Selo Procel de Economia de Energia, conforme parâmetros estabelecidos pelo Inmetro. Em geral, os LEDs e as lâmpadas fluorescentes compactas são os mais econômicos. Outro ponto importante é a durabilidade de cada uma.


Para ajudá-lo a escolher o melhor modelo para cada ambiente, separamos algumas informações e dicas bem importantes. Confira!


LED

As lâmpadas de LED costumam ter um preço mais alto, mas consomem até 10 vezes menos energia do que as incandescentes. Além disso, também duram mais do que as demais disponíveis no mercado. A estimativa é de uma vida útil de até 50 mil horas.


Lâmpada fluorescente compacta As lâmpadas fluorescentes compactas são as mais comuns nas casas brasileiras e também são conhecidas como lâmpadas de baixo consumo. Esse modelo é mais econômico porque não gera calor como as incandescentes e tem duração de até 5 mil horas. A durabilidade dessas lâmpadas também está relacionada ao número de vezes que são ligadas e desligadas. Por isso, se você sair do ambiente e retornar logo, vale considerar mantê-las acesas.


Lâmpadas incandescentes

As lâmpadas incandescentes eram muito comuns nas casas dos brasileiros devido ao preço mais acessível. No entanto, têm vida útil de apenas 1 mil horas e consomem muita energia. Esse modelo também não é eficiente no aspecto de iluminação, já que converte menos de 10% do seu consumo em luz e o restante em calor.


Lâmpada halógena

As lâmpadas halógenas são conhecidas por seu brilho intenso, mas consomem muita energia. Geralmente, são utilizadas em spots para criar uma iluminação diferenciada nos ambientes. Além de gastarem muita energia, também possuem diversos componentes químicos que prejudicam o meio ambiente.


Ao sair, apague a luz!

Lembre-se de sempre desligar as luzes quando sair do ambiente. Muitas pessoas têm o hábito de ligar a luz sempre que entram em um cômodo e, quando há incidência de luz natural, acabam esquecendo de desligar quando saem porque nem percebem a lâmpada acesa.


Como otimizar o uso das lâmpadas

A melhor forma de economizar é utilizar o máximo de luz natural para iluminar os ambientes. Deixar portas e janelas abertas, quando possível, evita o acionamento desnecessário de lâmpadas. Além disso, a iluminação natural é importante para a regulação do ciclo circadiano, que é o relógio biológico do corpo humano.


Pintura com cores claras nas paredes também ajuda a economizar na conta de luz. As cores claras refletem a luz e fazem o ambiente parecer mais claro. O uso de espelhos também contribui para isso.


Quer saber quais são os aparelhos vilões da conta de luz? Clique aqui.


Faça uma simulação gratuita e descubra quanto você pode economizar utilizando energia solar na sua casa ou na sua empresa. Entre em contato conosco e conheça todas as vantagens do sistema de energia solar fotovoltaico!