Primeira Cooperativa Gaúcha de Energia Solar inicia obras em Arroio do Meio


Ainda há tempo para construirmos as boas notícias e impactar de forma positiva o ano de 2020. Com esta proposta que a Proinst abraçou um novo projeto de energia solar para o Estado, idealizada pela Coopervales e localizado na cidade de Arroio do Meio: a primeira cooperativa de energia solar gaúcha.


A Cooperativa de Energias Renováveis será capaz de gerar 7.800 quilowatts ao mês, beneficiando 23 famílias de associados por meio do crédito de energia gerado, nas cidades de Encantado, Arroio do Meio, Bom Retiro do Sul e Lajeado. A Proinst integrou o projeto dando seguimento para tramitação de documentos junto à RGE - companhia de energia da região.


Conforme a diretoria da Coopervales, a usina vem de encontro com os princípios do cooperativismo, gerando energia de uma forma limpa, sustentável, beneficiando o coletivo. “A ideia vai além de atender a uma necessidade de energia nas casas dos associados, mas sim, carrega a vontade das pessoas em fazer algo positivo para as comunidades onde vivemos, difundindo conhecimento e buscando inovar o pensamento e comportamento das pessoas”, destaca.


O engenheiro da Proinst, Fernando Knecht, explica que a empresa foi procurada para agilizar o processo de efetivação e concluir as obras com seu sistema de alta tecnologia. “Eles já possuíam um espaço adequado para início das obras. Como empresa responsável, alinhamos o projeto, os equipamentos necessários e a potência gerada. Todo processo de tramitação durou cerca de quatro meses.”



Energia limpa sob construção


Até o momento, a Proinst atua diretamente nas adequações solicitadas pela RGE, garantindo eficácia em cada parte do projeto. Toda estrutura fixada no solo, as tubulações necessárias para o cabeamento já foram finalizadas, assim como o cercamento da área. Os painéis solares e o inversor devem ser instalados nos próximos dias.


Os benefícios da geração de energia limpa vão além dos impactos financeiros. Ao utilizar painéis solares, a Coopervales contribui para que toda região do Vale do Taquari ganhe, principalmente pelo seu baixo impacto ambiental e a redução das taxas de carbono.


Knecht lembra que a cooperativa também agrega valor com a baixa necessidade de manutenção. “Os equipamentos, além de serem de alta qualidade, exigem apenas alguns cuidados com a limpeza e revisão. Sem grandes investimentos e produtividade a longo prazo.”



Assim como para a Coopervales, a Proinst está aberta para diferentes projetos, sejam pequenos, médios ou de grande porte. Toda assistência, desde o planejamento até a execução é realizada pela equipe que está no mercado há 18 anos, garantindo excelência na execução de cada etapa.



A Coopervales

A cooperativa realizou sua primeira assembleia de constituição em outubro de 2019. No entanto, o grupo, as ideias e os objetivos iniciaram ainda em 2018. Neste momento o objetivo e foco do grupo é concluir a construção da usina, interligar a rede da RGE e assim utilizar a energia gerada nas residências dos associados.


Para o futuro, a Coopervales planeja seguir na construção de benefícios que possam impactar todo coletivo, a natureza e a econômica local.