Saiba como ler a conta de luz de um imóvel com energia solar



A conta de energia elétrica, por si só, costuma gerar dúvidas nos consumidores porque possui diversas informações técnicas como taxas e tributos, composição dos tributos e histórico de consumo. O que ocorre é que, geralmente, o cliente observa a bandeira tarifária vigente, o valor final e a data de vencimento, e ignora o restante dos dados.


Mas e a conta de quem gera energia solar, é igual?

Não. A conta de luz do imóvel que conta com um sistema de energia solar fotovoltaico apresenta outros detalhes bem importantes e que devem ser observados pelos consumidores.


Como essas informações são técnicas e nem sempre usuais para a população, nossos engenheiros eletricistas, Márcio Jucewicz e Fernando Knecht, “traduziram” os dados e prepararam um guia com os pontos mais importantes para facilitar o entendimento.


Mas antes de conferir, vale lembrar como acontece o abastecimento quando há geração de energia solar.


Resumindo, o painel solar reage com a luz do sol e produz energia elétrica. Os painéis são conectados uns aos outros e a um inversor, que converte a energia de corrente contínua (CC) para corrente elétrica alternada (CA). Ou seja, o inversor transforma a corrente em energia elétrica e “leva” essa energia para o quadro de luz.


Agora, vamos lá. Como entender a conta de luz?


A Energia GERADA é a energia gerada pelo sistema fotovoltaico. Essa energia vai para a rede elétrica da sua casa sendo utilizada pelos equipamentos elétricos que estão ligados. A energia que não é utilizada nesse momento vai para a rede elétrica da concessionária.


A energia INJETADA é a energia que não foi utilizada no momento da geração e então vai para a rede da concessionária. Essa energia se transforma em créditos em kWh e fica disponível ao cliente por 60 meses.


CÁCLULO DO CONSUMO MENSAL:

ENERGIA GERADA - ENERGIA INJETADA = CONSUMO DURANTE GERAÇÃO

Consumo total = consumo durante a geração + energia consumida da rede da concessionária.


Entendendo a conta:




A - Energia Consumida

Energia Ativa Fornecida - TUSD

Energia Ativa Fornecida - TE


B - Energia Ativa Injetada

- "Energia Ativa Inj. mUC MM/AAAA oPT", para a energia ativa injetada pela mesma unidade consumidora, no mesmo mês, em outro posto tarifário;

- "Energia Ativa Inj. mUC MM/AAAA mPT", para a energia ativa injetada pela mesma unidade consumidora, em mês anterior, no mesmo posto tarifário;

- "Energia Ativa Inj. mUC MM/AAAA oPT", para a energia ativa injetada pela mesma unidade consumidora, em mês anterior, em outro posto tarifário;

- "Energia Ativa Inj. oUC MM/AAAA mPT", para a energia ativa injetada por outra unidade consumidora, no mesmo mês, no mesmo posto tarifário;

- "Energia Ativa Inj. oUC MM/AAAA oPT", para a energia ativa injetada por outra unidade consumidora, no mesmo mês, em outro posto tarifário;

- "Energia Ativa Inj. oUC MM/AAAA mPT", para a energia ativa injetada por outra unidade consumidora, em mês anterior, no mesmo posto tarifário;

- "Energia Ativa Inj. oUC MM/AAAA oPT", para a energia ativa injetada por outra unidade consumidora, em mês anterior, em outro posto tarifário;

*Quando o consumo é maior do que a geração do mês, se utiliza os créditos mais antigos para diminuir a conta.


C -

O crédito de ICMS se aplica sobre o TE, ou seja, não é cobrado ICMS sobre o TE. Já o TUSD não tem desconto e o ICMS é cobrado.


E - Apresenta as leituras de energia ativa (Consumido Da Rede Da Concessionária) e energia injetada (Créditos Em Kwh).


Suporte especializado

Clientes Proinst recebem o “Manual do Cliente” com todas as informações necessárias para realizar a manutenção correta dos painéis e a leitura da conta de energia. Além disso, também contam com o suporte especializado da equipe técnica para tirar dúvidas antes, durante e após a instalação do sistema.


Ainda não aproveita todos os benefícios da energia solar no seu imóvel? Faça uma simulação GRÁTIS e descubra o potencial de economia da sua fatura!